quinta-feira, 20 de abril de 2017

Budapeste - Roteiro II

Toda a cidade medieval de Budapeste foi construída em torno do seu castelo, que foi erguido no século XII, pelo rei Bèla IV com o intuito de proteger a cidade de possíveis invasões externas. Este castelo fica localizado numa colina, acima do Rio Danúbio e tem uma bela vista para Peste.
Este edifício que em 1987 foi classificado pela UNESCO, como Património da Humanidade, alberga atualmente vários museus, como a Galeria Nacional Húngara e o Museu da História de Budapeste.





Perto do Castelo encontra-se a Igreja Mathias que foi construída entre 1255 e 1269 e que durante a época medieval tinha o título de principal igreja de Buda. Este edifício deve o seu nome ao rei Mathias e no seu interior existem várias obras de arte do século XIV, além de enormes e bonitos vitrais. 


Outro local a não perder em Buda é mesmo o Bastião dos Pescadores que ao longe se assemelha a um verdadeiro castelo de areia, com as suas imponentes torres. Este belo edifício foi construído em 1895 e é mais um local fabuloso para apreciar a beleza de Peste, na outra margem do Danúbio.  




À medida que vai anoitecendo esta parte da cidade torna-se ainda mais mágica devido à iluminação dourada que torna esta cidade num verdadeiro cenário de conto de fadas. Descendo até à zona do rio podemos apreciar o Parlamento e a famosa Ponte das Correntes.

Budapeste - Hungria
Março 2017

quarta-feira, 12 de abril de 2017

Budapeste - Roteiro I

Budapeste é uma cidade maravilhosa e que já estava nos meus planos há alguns anos. Finalmente em Março tive a oportunidade de a "conhecer" e a sorte de "apanhar" um tempo fantástico, o que tornou esta capital ainda mais bonita e mágica. 
Um dos primeiros locais que visitei foi a Citadella, que fica no alto da Colina Gellért. Este espaço foi construído como estrutura de defesa durante o Império Austro-Húngaro e posteriormente na Segunda Guerra Mundial serviu de bunker. Depois de uma subida é possível chegar bem perto do Monumento à Liberdade, uma estátua com 14 metros que foi erguida em 1947, em homenagem aos soldados soviéticos. Mas o melhor deste local é mesmo a vista que se tem de Buda e Peste. 




Outro cartão-postal da capital Húngara é a Praça dos Heróis. Uma praça com diversos monumentos em homenagem aos sete líderes das tribos que fundaram este país e de todos os reis do início da monarquia. Nas suas laterais este local alberga o Museu das Belas Artes e o Kunsthalle - um espaço dedicado à arte contemporânea.

Perto desta praça encontra-se um dos museus mais interessantes de Budapeste: a Casa do Terror (Terros Háza). Anteriormente este edifício foi sede de nazistas em 1944 e comunistas de 1945 até 1956. Atualmente explica de forma bem interativa e explícita toda a história de um país que viveu verdadeiras atrocidades durante longos anos. 



























Budapeste - Hungria
Março 2017

segunda-feira, 3 de abril de 2017

Bratislava

A história da Eslováquia é muito recente... isto porque, este país da Europa do Leste apenas se tornou independente no dia 1 de Janeiro de 1993, após a dissolução pacífica da Checoslováquia. Desde aí tem vindo a crescer, tendo-se tornado membro da União Europeia em 2004. 
O primeiro local que visitei nesta agradável e simpática cidade foi o Palácio Presidencial, também conhecido como Palácio de Grassalkovich.



Depois desta curta visita, passei pelas ruas Ventúrska e Michalská onde se encontram inúmeros cafés e restaurantes. Estas ruas levam-nos até ao famoso Portão de São Miguel, que é um dos cartões-postais da cidade.



Mas o grande objetivo desta visita era mesmo conhecer o maior ícone de Bratislava, ou seja o seu Castelo, com as suas quatro torres nos vértices que são consideradas o símbolo da cidade. Este monumento foi construído no século X e dali consegue-se ter uma vista panorâmica sobre a cidade e a Ponte Nova. 


Ao descer para o centro, fui percorrendo as suas pacatas ruas e ruelas até chegar à Praça Hlavné Námestie com a sua bela arquitectura e ambiente cosmopolita. 

Provavelmente nunca teria visitado Bratislava se esta cidade não estivesse tão perto de Budapeste, mas realmente vale a pena passar por lá um dia com calma e tranquilidade. A cidade é bonita, barata e as pessoas são realmente muito simpáticas. A Eslováquia revelou-se uma agradável surpresa.

Bratislava - Eslováquia
Março 2017

sexta-feira, 24 de março de 2017

Ponta Delgada

No último dia deste fim de semana prolongado em São Miguel decidimos visitar a cidade de Ponta Delgada e os seus principais pontos turísticos, entre eles: as emblemáticas Portas da Cidade, Igreja Matriz, o Forte de São Brás e o Porto da cidade. 
Ao conhecer Ponta Delgada fiquei ainda mais encantada com a beleza e calma desta ilha Açoreana que se destaca pela sua rica gastronomia, pelas suas pastagens verdes, pelas suas águas quentes e pelos seus maravilhosos jardins.



Ponta Delgada - Açores
Fevereiro 2017

quinta-feira, 16 de março de 2017

Lagoa das Sete Cidades, Lagoa do Fogo e Poça da Dona Beija

Um do melhores e mais conhecidos postais que podem ilustrar a bela ilha de São Miguel é mesmo a Lagoa das Sete Cidades, que pode ser apreciada no Miradouro Vista do Rei. Este local ganhou este curioso nome, porque segundo consta este era o sítio predilecto do Dom Carlos e da rainha Dona Amélia para apreciarem a beleza desta fascinante paisagem. 


São Miguel deixou-me completamente rendida e foi uma caixinha de surpresas... Como alugamos um carro para termos a oportunidade de explorar de forma mais rápida e também mais rigorosa esta ilha, tivemos a sorte de passar por paisagens que nunca mais, vamos esquecer. Nos Açores primam as cores da natureza, a paz e a serenidade.

Outro dos locais que ansiava visitar era a conhecida Lagoa do Fogo, que se encontra inserida numa reserva natural e localizada na cratera de um vulcão. Este é um local bastante sereno e de uma beleza ímpar e talvez por ter tido menos intervenção humana, a lagoa mantém um carácter mais selvagem e primitivo.

No final do dia decidimos visitar a Poça da Dona Beija. Trata-se de um espaço que oferece 5 piscinas e onde as águas atingem os 40ºC. O nome deste local foi inspirado numa das telenovelas brasileiras mais famosas da década de 80: "Dona Beija", porque a sua protagonista gostava de se banhar numa cachoeira. Posso garantir que a água é mesmo quente e esta foi uma experiência inesquecível.

Açores - São Miguel
Fevereiro 2017